quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Palmeiras Campeão 1993/1994

Em pesquisa realizada pelo Patativa da Bola, sobre qual o melhor esquadrão paulista, dando como opções: Corinthians 98/00, Palmeiras 93/94, Santos 02/04 e São Paulo 92/93, o vencedor foi o Palestra com 57% dos votos.
Realmente foi um time inesquecível, principalmente para os palmerenses. O time de Parque Antártica firmava, uma ano antes, uma perceria com a multinacional Parmalat. Essa, que foi uma das mais bem sucedidas cogestões entre um clube de futebol e uma empresa privada no Brasil, rendendo muitos campeonatos ao Alve-Verde.

O Palmeiras vinha de uma "fila" grande sem títulos, e já no ano de 1992 ficou com o vice-campeonato Paulista, ao ser derrotado na final pelo São Paulo. Mas os investimentos nessa época estavam apenas começando. Foi em 1993 que o esquadrão tomou corpo, entrosamento e superou de forma brilhante a maioria de seus adversários. Era uma equipe recheada de craques, um time que jogava e encantava. A Parmalat trazia jogadores, pagava seus salários em parceria com o clube e ainda disponibilizava uma porcentagem ao Palestra, na venda dos mesmos.

A consequência todos conhecem. Após 16 anos de espera, em 1993, veio a redenção. O Palmeiras, após ser derrotado pelo arqui-rival Corinthians, no primeiro jogo da final por 1X0, com a famosa imitação do porquinho, feita pelo Viola, faria 4X0 na finalíssima (3X0 no tempo normal e 1X0 na prorrogação). Gols marcados por Evair (2), Zinho e Edílson. Acabara nesse instante, em 12 de Junho de 1993, no estádio do Morumbi, o jejum Alve Verde. E não poderia ter sido melhor, sobre seu principal adversário.

Após essa verdadeira apoteose, vieram em seguida os títulos de: Campeão Brasileiro 1993 (Vitória 0X1 Palmeiras e Palmeiras 2X0 Vitória). Bi-Campeão Paulista 1994 (Pontos corridos - Palmeiras 47 pontos contra 41 do vice São Paulo). Bi-Campeão Brasileiro 1994, novamente sobre o Corinthians (Palmeiras 3X1 Corinthians e Corinthians 1X1 Palmeiras) com gols de Rivaldo e Edmundo para o Palmeiras e Marques para o Corinthians no primeiro jogo. Na segunda partida, gols de Marques, Corinthians e Rivaldo para o Palmeiras. Sem dúvidas, depois da era Ademir da Guia, esse foi o melhor time que o Palmeiras conseguiu montar ao longo de sua história. Vejam abaixo essa que foi uma verdadeira seleção brasileira:

Sérgio/Veloso; Cláudio/Gil Baiano, Antonio Carlos/Tonhão, Cléber e Roberto Carlos; César Sampaio, Mazinho e Zinho; Edílson/Rivaldo, Edmundo e Evair.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Parabéns à Sociedade Esportiva Palmeiras, campeão do século XX. Parabéns à sua grandiosa história de glórias e sucessos.

4 comentários:

Sérgio Oliveira disse...

Realmente um "timão", sem gozação. Agora só não entendi a "babação" do final, com esse negócio de campeão XX!!! Speedy Race?

Alexandre Absy disse...

Rsrsrsrsrsr... Ué! Ninguém ganhou mais títulos que o Palmeiras no século XX (20). É que baixou o Chico Lang ao contrário no final.

Mario disse...

A Parmalat pegou na época os melhores jogadores de cada posição em atividade no Brasil para montar mesmo uma seleção. Talvez hoje isto não seria possível, já que os jogadores saem cada vez mais cedo.

Sérgio Oliveira disse...

Também atrapalha o fato de não termos no Brasil "melhores" jogadores para cada posição. O que nos sobrou é pouco para montar um time mediano.